Aprisionados pelas consequências de nossos votos

Rafael de Assis Horn. Advogado. Diretor Tesoureiro da OAB/SC.

A população brasileira recentemente saiu às ruas para exigir um novo posicionamento da classe política, cobrando ações concretas e efetivas contra a corrupção, contra a irresponsabilidade fiscal, por mais segurança, saúde, educação e emprego. Porém, muitos dos que saíram às ruas infelizmente ainda não refletiram quanto a sua responsabilidade, na condição de cidadão, pela atual crise institucional, moral, política e econômica.

O cidadão comum reclama do político, clama por melhorias, contudo, não coloca a mão na consciência, nem reflete sobre de que forma, na condição de eleitor, está cumprindo seus deveres de cidadania. Professor Leandro Karnal tem uma forte frase: “não existe país com governo corrupto e população honesta”, que contém um pouco de excesso, bem verdade, mas que merece reflexão, pois num regime democrático, quando os eleitores são conscientes, governos corruptos e ineficientes não prosperam.

Segundo o poeta Pablo Neruda: “você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências”. A inconsciência e a negligência do cidadão possibilitaram a escolha, manutenção e perpetuação de políticos incapazes de atender os anseios da população. Hoje estamos aprisionados pelas consequências de nosso voto e precisamos nos libertar deste ciclo vicioso de escolhas inconscientes e maus governos que vem corroendo a nação !

Assim, para cumprir sua missão de defender o estado democrático de direito (art. 44, I, da Lei n. 8906/94), a OAB/SC, através da campanha Vote Consciente, busca conscientizar o eleitor catarinense sobre sua responsabilidade pela atual situação político-econômica e, principalmente, quanto à relevância de sua participação, como cidadão, para modificar o atual quadro. Este despertar da cidadania, mediante o exercício pleno das obrigações de eleitor responsável, é imprescindível para “recomeçar e fazer um novo fim” (Chico Xavier).

Fonte: Diário Catarinense – Artigos | Pág. 18 | 14.09.2016