Salários

Baseada na tese de que salário é o meio de sustento do trabalhador e o atraso no pagamento atinge a dignidade do empregado, a advogada Manoella Molon, do escritório Mosimann & Horn, de Florianópolis, ganhou causa contra o Fortaleza, em nome do técnico Hélio dos Anjos. Além de pagar os atrasados, o empregador deve ser condenado a indenizar os danos morais, a fim de reparar a insegurança, o medo e os abalos psicológicos sofridos pelo trabalhador.

Fonte: Diário Catarinense – Roberto Alves | Pág. 27 | 15.03.2016